Arquivo da tag: união europeia

Brexit!

O Reino Unido está de cabeça pra baixo com o resultado do referendo que definiu a saída do país da União Europeia. Vamos falar sobre o Brexit?

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

O que tá pegando no UK: EU Referendum

Na edição de hoje do “O que está pegando no UK” vamos falar sobre o referendo nacional que irá decidir se o Reino Unido deve permanecer como membro da União Europeia, que acontecerá no próximo dia 23 de junho.

_88300969_flags

Bandeiras da Grã-Betanha e da União Europeia. Fonte: BBC.co.uk

A União Europeia é um bloco político-econômico que hoje possui 28 países membros. O bloco coloca todos os seus membros sob o mesmo regimento de leis, facilitando assim o comércio entre os países. Além disso, as fronteiras desses países são abertas dentre os seus membros, ou seja, os cidadãos de países pertencentes ao bloco possuem o direito de visitar, viver e trabalhar em qualquer um dos seus membros. Finalmente, em 2002 foi aprovada a moeda única, o Euro, que se tornou a moeda oficial da UE, ainda que não adotada por alguns de seus países como a Suécia, a Polônia e o próprio Reino Unido.

Screen Shot 2016-05-11 at 20.43.06

Mapa dos países membros da UE. Em azul mais escuros, os países que não usam o Euro. Fonte: European Central Bank

O Reino Unido entrou no bloco em 1973, antes mesmo de ele se tornar a União Europeia que conhecemos hoje. Porém, recentemente iniciaram-se discussões no parlamento inglês sobre os benefícios e malefícios de ser um país membro. Mas quem é favor e quem é contra a permanência do UK na UE?

A favor (UK deve permanecer na EU):

Barack Obama (presidente dos Estados Unidos), Angela Merkel (líder da UE e chanceler da Alemanha), Jeremy Corbin (líder do partido trabalhista, Labour Party), George Osbourne (Ministro das Finanças), David Cameron (primeiro-ministro do Reino Unido).

Contra (UK deve deixar a EU):

Michael Gove (Secretário de Justiça do Reino Unido), Nigel Farage (líder do UKIP, partido de direita britânico), Boris Johnson (ex-prefeito de Londres), Chris Grayling (líder de uma das casas do parlamento, a House of Commons).

Vamos então entender os argumentos dos dois lados?

logo_long

Campanha para o Reino Unido permanecer na UE. Fonte: Strongerin.co.uk

A favor da permanência: O primeiro-ministro David Cameron tem tentado flexibilizar as condições da permanência do UK no bloco, fazendo assim com que o país só fique com os benefícios. Ele argumenta que existem muitas incertezas sobre a situação do país na Europa se ele deixar o bloco, portanto é mais fácil tentar relaxar as leis que não servem ao país do que deixar de ser membro. Outro argumento é o de que o Reino Unido é um país pequeno, com apenas 63 milhões de habitantes, portante ele tem mais força se pertencer ao bloco.

leave.eu_social

Campanha para que o UK deixe a UE. Fonte: Leave.eu

Contra a permanência: O Secretário de Justiça do Reino Unido, Michael Gove, acredita que permanecer no bloco é não ter a liberdade de decidir as leis que regem o país. Além disso, ele acredita que o bloco trouxe desemprego e miséria para a Europa. Quanto ao livre trânsito de pessoas, ele acha que traz instabilidade e insegurança, já que o país não pode decidir quem entra e quem sai das suas fronteiras.

O direito de votar no referendo é limitado aos cidadãos britânicos e de países da Commonwealth (ex e atuais membros do Reino Unido, como Australia e Canadá), portanto imigrantes europeus e internacionais não podem votar. Mesmo assim, o resultado do referendo terá grande impacto nas políticas de imigração do UK.

Por exemplo, se o país deixar o bloco ele terá a possibilidade de controlar a entrada e saída de imigrantes europeus que, segundo a lei atual, podem receber benefícios financeiros do governo britânico, o que pesa muito nas contas do país. Com o maior controle desse tipo de imigração, acredita-se que as restritas políticas de vistos para imigrantes não-europeus devem se tornar mais flexíveis.

Vamos ficar de olho no dia 23 de junho!

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized